Paulo - Glossário

  • Paulo de Tarso, também chamado Apóstolo Paulo, Saulo de Tarso, São Paulo Apóstolo, Apóstolo dos gentios e São Paulo, foi um dos mais influentes escritores, teólogos e pregadores do cristianismo cujas obras compõem parte significativa do Novo Testamento.

    Voltar ao glossário

Alguns versículos contendo a tag 'Paulo'
  • Quando o encontrou, levou o amigo para Antioquia. Assim, Barnabé e Paulo ficaram lá um ano inteiro, reunindo-se com a igreja e ensinando um grande número de novos convertidos. Foi ali em Antioquia que os discípulos foram chamados de “cristãos” pela primeira vez. (Atos:11:26)

  • Ele era amigo do governador Sérgio Paulo, homem de grande inteligência. O governador convidou Barnabé e Saulo, porque desejava ouvir a mensagem de Deus que eles levavam. (Atos:13:7)

  • Mas Elimas, o feiticeiro (esse é o significado do seu nome em grego), intrometia-se e falava com o governador para não dar atenção ao que Saulo e Barnabé diziam, tentando impedir Sérgio Paulo de confiar no Senhor. (Atos:13:8)

  • Então Saulo, também chamado de Paulo, cheio do Espírito Santo, olhou bem firme nos olhos de Elimas e disse: (Atos:13:9)

  • Depois disso, Paulo e os que estavam com ele deixaram Pafos em um navio para a Panfília e aportaram na cidade de Perge. Ali João se separou deles e voltou para Jerusalém. (Atos:13:13)

  • Mas Barnabé e Paulo prosseguiram para Antioquia, cidade da província da Pisídia. No sábado eles foram à sinagoga e se assentaram. (Atos:13:14)

  • Então Paulo se levantou, fez um sinal com a mão e começou a falar. Ele disse: “Homens de Israel e gentios que respeitam a Deus, ouçam-me! (Atos:13:16)

  • Quando o povo deixou a sinagoga naquele dia, pediram a Paulo e Barnabé que voltassem e falassem a eles novamente no sábado seguinte. (Atos:13:42)

  • E muitos judeus e estrangeiros tementes a Deus, que adoravam na sinagoga, seguiram a Paulo e Barnabé, enquanto os dois homens insistiam com eles para que continuassem firmes na graça de Deus. (Atos:13:43)

  • Mas quando os líderes judaicos viram as multidões, ficaram com inveja, praguejaram e falaram contra tudo o que Paulo dizia. (Atos:13:45)

  • Então Paulo e Barnabé declararam corajosamente: “Era necessário que esta boa-nova de Deus primeiro fosse anunciada a vocês, os judeus. Mas já que vocês não aceitaram e não se julgam dignos da vida eterna, agora nos voltamos para os gentios. (Atos:13:46)

  • Mas os líderes judaicos se revoltaram, incitaram as mulheres piedosas de elevada posição e os líderes civis da cidade, e provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e os expulsaram da cidade. (Atos:13:50)

  • Em Icônio, Paulo e Barnabé foram juntos à sinagoga, como de costume, e pregaram com tal poder que muitos creram — tanto judeus como gentios. (Atos:14:1)

  • Mas os judeus que desprezaram a mensagem de Deus despertaram desconfiança contra Paulo e Barnabé entre os gentios. (Atos:14:2)

  • Quando Paulo e Barnabé souberam de uma conspiração para provocar uma revolta de gentios e de judeus e seus líderes contra eles para maltratá-los e apedrejá-los, (Atos:14:5)

  • Ele estava ouvindo Paulo pregar. Quando Paulo olhou diretamente para ele e viu que ele tinha fé para ser curado, (Atos:14:9)

  • Quando a multidão que ouvia Paulo viu o que ele tinha feito, gritou na língua licaônica: “Estes homens são deuses que vieram a nós em forma humana!” (Atos:14:11)

  • A conclusão deles era que Barnabé era o deus grego Júpiter, e que Paulo, por ser o principal orador, era Mercúrio! (Atos:14:12)

  • Mas quando os apóstolos Barnabé e Paulo viram o que estava acontecendo, rasgaram as suas roupas e correram para o meio do povo, gritando: (Atos:14:14)

  • Mas, mesmo assim, só com muito custo Paulo e Barnabé conseguiram impedir que o povo oferecesse sacrifício a eles! (Atos:14:18)