Meu Blog

Milagres de Jesus – Parte 1

A “assinatura” de Jesus no seu Ministério ao meu ver foi, sem dúvida, a realização de Milagres. Estas realizações tão maravilhosas foram dadas como sinais para que o povo judeu cresse que Jesus era de fato o Messias. Então vamos fazer um passeio através das maravilhas e prodígio que Jesus realizou em seu tempo na terra.

Logo após a prisão de João Batista, Jesus se muda para a Galileia e ali tem início o seu ministério. Neste momento, já seguido pelos seus 4 primeiros discípulos (Pedro, André, Thiago e João), Jesus começou a pregar, ensinando a Palavra de Deus, e a realizar milagres. Os primeiros relatos estão em Mateus 4 24-25 e ocorreram por toda a Galileia, quando Jesus curou “toda sorte de doenças e toda sorte de enfermidades entre o povo”.

O alvoroço foi tanto que a notícia se espalhou por toda a Síria e muitos foram os que vieram até Ele e Ele, os curou.

24E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava.(Mateus:4:24)

Nesse primeiro relato, não existem detalhes sobre os beneficiários dos milagres, apenas especifica que foram muitos e realizados no corpo das pessoas (que se tornou o Templo do Senhor com a vinda de Jesus), restaurando neles a saúde. É importante notar que até os milagres foram direcionados à saúde pessoal.

Terminando de proferir seu sermão, Jesus desceu do monte seguido de grande multidão.

1E, DESCENDO ele do monte, seguiu-o uma grande multidão.2E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo.3E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra.(Mateus:8:1-3)

Em seguida, entrando em Cafarnaum ele é abordado por um centurião que possuía um servo em casa que se encontrava enfermo e o centurião intercede por ele. A partir daqui poderemos observar algumas interações individuais onde Jesus realiza milagres.

5E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe,6E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado.7E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde.13Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou.(Mateus:8:5-7,13)

Na sequência. Jesus adentra à casa de Pedro, onde a sogra dele se encontrava enferma com febre alta e Ele a cura.

14E Jesus, entrando em casa de Pedro, viu a sogra deste acamada, e com febre.15E tocou-lhe na mão, e a febre a deixou; e levantou-se, e serviu-os.(Mateus:8:14-15)

Um ponto importante aqui, é o que a sogra de Pedro foi fazer imediatamente depois que foi curada: ela foi servi-los. Nestas últimas passagens, os relatos são mais detalhados e, em conformidade com os primeiros, outra vez realiza milagres direcionados ao corpo doente, tornando-o saudável.

O relato continua, agora de forma não específica, e com a chegada da tarde são levados a Jesus, pessoas tomadas por espíritos e Ele as tornou limpas.

16E, chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados, e ele com a sua palavra expulsou deles os espíritos, e curou todos os que estavam enfermos;(Mateus:8:16)

Mais uma vez, todos os milagres são realizados no “Templo do Senhor” restaurando saúde e consciência a todos os que o buscaram. Logo em seguida vem uma explicação lógica do tipo de Milagre que Jejus havia realizado até então e o poque, que estaria ligado diretamente ao que foi profetizado por Isaías.

17Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.(Mateus:8:17)

Neste momento a multidão que se reunia ali era enorme e ao que parece, todos interessados apenas em se beneficiar dos milagres. Neste momento Jesus resolve se retirar par o outro lado.

18E Jesus, vendo em torno de si uma grande multidão, ordenou que passassem para o outro lado;(Mateus:8:18)

Então Jesus entra em um barco, seguido por seus discípulos, e adentra, ao [Mar da Galileia] e depois de algum tempo, se forma uma tempestade que deixa o mar agitado e os discípulos em pânico, e assim eles se apressam em acordar Jesus e clamar por suas vidas. Ainda estavam no início de seus próprios ministérios e apesar de caminharem, literalmente, lado a lado com Jesus, ainda estavam cheios de dúvidas. E despertando Jesus, lhes repreende e realiza seu próximo milagre.

26E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.27E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?(Mateus:8:26,27)

E mais uma vez Ele age em favor da vida do ser humano impedindo que algo ruim pudesse acontecer com seus discípulos. Pela tranquilidade que Jesus demonstra na narrativa, provavelmente aquela situação não oferecia nenhum risco para eles, mas diante da falta de fé demostrada, Ele exerce sua autoridade sobre todas as coisas, realizando mais um milagre como sinal para seus discípulos mais chegados e que um dia precisaria de confiança para seguir em frente com seus ministérios. Na continuidade do Evangelho, eles seguem para o outro lado do [Mar da Galileia] e chegando em [Gadara] vem de encontro a Jesus dois homens possuídos por espíritos que atormentavam aquele local.

31E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos.32E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas.(Mateus:8:31-32)

Mais uma vez a ação milagrosa de Jesus é direcionada à restauração da saúde (às vezes física, às vezes espiritual) do ser humano (O Templo do Senhor).

A ideia aqui é que possamos passar por cada milagre realizado por Jesus ao longo do seu Ministério e ao final do estudo, fazer uma analogia com os dias de hoje, observando se o propósito, o alvo, e o resultado esperados nos milagres nos dias de hoje ainda estão imaculados e refletem a Palavra de Deus, ou se foram distorcidos ao longo do tempo por interpretações guiadas pelos desejos do coração.

Continua....

Milagres de Jesus – Parte 1

A “assinatura” de Jesus no seu Ministério ao meu ver foi, sem dúvida, a realização de Milagres. Estas realizações tão maravilhosas foram dadas...